Outros Ramos de Direito

Referências

Título

Como uma firma pequena de serviços profissionais pode ser competitiva?
Pergunta de Luz López, Advogada.

Autoria

Francesc Domínguez, Consultor

Edição:

Verbo Jurídico, Julho de 2005.

Texto Integral

Para ser competitivo, primeiro é necessário ter auto-estima, confiança nas próprias capacidades. Em segundo lugar, não imitar aos que marcam as regras do mercado, as grandes empresas de serviços profissionais. O terceiro ponto é especializar-se, independente da localização geográfica da firma. O essencial é ter a capacidade de formar uma equipe de excelentes profissionais com a atitude adequada e a capacidade de criar uma marca, um nome com um significado no mercado para evitar a concorrência de preços; um nome que transmita confiança e credibilidade, e que atraia o tipo de clientes e casos que o escritório de advogados quer ter.

Os pequenos e médios escritórios podem ser fortes se optam por especializar-se, em uma ou algumas especialidades nas quais sejam muito bons como profissionais. O adequado é concentrar-se em uma ou algumas delas e fazer crescer esses mercados, sendo uma referência nos mesmos, sem medo de deixar de "pegar tudo o que chega". Inclusive, um novo mercado pode ser aquele que haja muita concorrência, mas que não esteja posicionado, isto é, que os clientes potenciais desconheçam sua existência ou não lhes considerem uma referência. A maioria das firmas de serviços profissionais, por sua falta de estratégia de marca e sua pouca comunicação externa, têm um problema de posicionamento, consciente ou inconsciente.

A base da competitividade em serviços profissionais é a marca e a atitude das pessoas que constituem a firma. É paradóxica em relação a pouca importância que as firmas profissionais dão à seleção metódica e profissional de seu pessoal.

Sobre o Autor

Actividade

© 2005, Francesc Domínguez, www.francescdominguez.com.
Consultório publicado na revista Economist & Jurist, junho de 2005.
Participe nesta secção: pode enviar sua pergunta a Francesc Domínguez

© verbojuridico.net | com | org. Direitos Reservados.

Imprimir